Seguidoures

sexta-feira, 12 de junho de 2009

DESprePARADA 2009


Precebo que um certo ceticismo vem se debatendo sobre nossos amigos blogayros e mundo afora quanto a importancia da parada gay.

Esse evento que tem como prioridade nos tornar visíveis a sociedade e colocar em pauta a luta pelos nossos direitos tem virado nada mais que uma grande festa. Problema nisso? Acho importante essa visualização sim, é uma semana que São Paulo - e não só ela - ganha nosso colorido e todo mundo nos vê e de alguma forma a sociedade é convidada a refletir sobre o tema. O que tem me desalentado nessa questão é o fato da parada ter virado apenas uma grande-boate-a-céu-aberto e - sem querer promover falso moralismo - um antro de pouca vergonha por parte de alguns companheiros nossos - que as vezes se preocupam mais em quantas bocas vão beijar lá - do ponto de vista que essa é a tal vitrine para a sociedade* - além de hoje estarmos num Brasil muito mais aberto a nossa questão, como o próprio presidente defendeu em tv aberta para todo o Brasil a legalização da união homoafetiva, citando que "existem casais gays que vivem muito melhor que muito casal por ai" e que abriu - pela primeira vez um presidente fez isso - a conferencia nacional GLBT, e mesmo com toda essa abertura, a comunidade gay está relaxada, acomodada e prefere reclamar do que botar a mão na massa e sem capacidade sequer de entrar na bendita internet e votar no abaixo assinado pelo projeto de lei que criminaliza a homofobia, onde há meses aberto recolheu menos de 50 mil assinaturas.

Se o meio continuar dando importancia a frivolidades cotidianas e permanecer alheio ao que acontece no dia-a-dia realmente ficará dificil mudarmos alguma coisa.


Provavelmente irei a Parada, melhor um evento defeituoso que desaparecermos de vez aos olhos da sociedade.


Lembrando quem for, levem o mínimo de coisas possíveis, a Elza é forte no meio da multidão!
Boas comemorações a todos!


*Sabemos que toda a sociedade faz a mesma coisa sim e que nos aponta o dedo dizendo que é errôneo esse comportamento e isso é hipocrisia, mas acredito que justamente pelo evento ser essa "vitrine" que a gente devia fazer bonito. Só isso!


P.S.: Quem descordar está convidado a botar a boca no trombone e mixingámermo! Democracia é isso!


:)

2 comentários:

  1. Nossa, vc sabe que eu tenho mil questões quanto à parada. Ela é uma mobilização política ou uma boate a céu aberto? Mas, uma manifestação política tem que ser sisuda, séria? Será que colabora para questionar o modo esteriotipado como a sociedade ainda nos vê se tudo o que sai na tv são as drags? Por outro lado, é uma prazer dar a mão, beijar na boca onde, normalmente, a gente tem que se policiar pra não dar pinta. Enfim... Bj

    ResponderExcluir
  2. concordo com você,amigo.
    nunca estive na parada de são paulo, na verdade, nunca estive em nenhuma parada, mas observando de fora tenho a impressão e que seja exatamene como você descreve.

    uma pena, para nós - infelizmente;

    ResponderExcluir