Seguidoures

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Defecate Change - Parte 2

Continuação do post de ontem.:

Passado o susto, após uma meia hora trabalhado em silêncio pra desviar a atenção de mim e afundado socado na cadeira do escritório, voltou my precious desire, and me, levantei e fui em direção ao wc.
Chegando lá, só havia um reservado disponível, pois bem..
Na pressa, fui apenas abrindo minha necessáire dominando o local..
Acomodei-me, abri a Folha de SP pra leitura e iniciei o serviço.
Terminado, fui efetuar a bendita descarga....
....Dá-lhe uma, dá-lhe duas. dou-lhe uma, dou-lhe duas #silvio
Medo: não só nada mais se despedia dali como o nível da água subira.
Resolvi dar aquela 'descarga Itaipú', daquelas que leva um dos seus colegas de trabalho ralo adentro se passar perto do vaso. Pois bem, a agua subia mais e eu entrava em desespero.
Pensei:

- Vou simular um AVC? Taquicardia? Vou chamar os bombeiros?

Sim, porque a essa altura do campeonato com uma tragédia daquelas acontecendo o lance era tirar o foco do drama: imagine o que seria da minha imagem?
Eu literalmente me desesperei, já imaginava aquilo transbordando e eu na sala do RH assinando a minha demissão e sendo apontado pelas pessoas na minha saída pelos corredores da empresa.

Tentei mais uma descarga: a água subiu de um jeito que eu num instinto de sobrevivência desci a tampa e subi em cima, como se esse ato desesperado, pudesse fazer com que a água voltasse.

Esperei por uns 3 minutos, quando vi que a coisa tinha dado uma melhorada fiz todo o pensamento positivo da face da Terra e dei a ultima e derradeira descarga master, seria dos dois um: ou ela finalmente levaria o Brasil embora e ceifaria meu sofrimento, ou o vaso se transformaria num vulcão em erupção, inundando TODO o banheiro de merda e eu ficaria mais desmoralizado que o goleiro do flamengo, minha imagem seria manchada pro resto da minha existência naquela empresa e certamente além do vexame, óbvio, eu pediria minhas contas.

Enquanto apertava aquele botão, eu tentava escutar pra ver o que acontecia. Puro diálogo.
Quando eu comecei a escutar o barulho cada vez mais rápido da agua pensei: ou se foi ou eu saio nadando dessa merda e na merda hoje.

Pois bem, abri, e glória3xglória, eu vi tudo branquinho e a minha imagem, mais uma vez: salva!
E o pior é que já ouve isso, nesse mesmo banheiro e mesmo assim eu não aprendi.

Por isso amigos, segue um conselho valioso: sempre analize seu banheiro antes de fazer el numero dos.


*Não, eu não soltei a Votorantim no vaso pra provocar essa hecatombe: o banheiro é que realmente estava com problemas.
**Nunca imaginei que uma merda (literalmente) polemizaria tanto!
***Pra quem era a Gisele no post anterior, desci do salto tão facil néam? kk

12 comentários:

  1. Relaxa. Pode acontecer com qualquer um. Mas essa conversa toda sobre merda me fez lembrar de um fato engraçado. Estávamos em casa meu marido, eu e um amigo a conversar e acabamos abordando o assunto "sexo anal". Aí o amigo dele me sai com a pérola: "Ah. Não gosto de fazer anal com minha namorada porque a camisinha sai com cheiro de fezes (ele cheira a camisinha???), Aí eu não aguentei e perguntei pra ele o que ele esperava: Pétalas de rosas colombianas? Francamente...

    ResponderExcluir
  2. Cara, quase não consegui terminar de ler, rindo e imaginado a cena.

    =P

    te benza, neguinho. hehehe

    ResponderExcluir
  3. muita merda pra uma pessoa só.

    ResponderExcluir
  4. hauahauhauahauahua

    ô situação, jesus!

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkk Estou com água nos olhos de tanto rir!!!
    Isso já me ocorreu algumas vezes em casa, fora de casa nao lembro...
    A história mais embaracosa pela qual eu passei nao foi com o plado dois, foi com pressoes gasosas internas. Realizem:
    Viagem a trabalho, Workshop com os caras mais fuderosos do mundo na sua área. Vc doente com sinusite, nariz escorrendo e sem sentir odor algum... Junte um intestino discompensado por causa dos antibióticos. Teve uma hora que eu me cansei de ir ao banheiro direto só para aliviar as pressoes internas e comecei a me aliviar na sala mesmo. Primeiro com um pequeno. Como nao senti cheiro algum, achei que estava ok de eu continuar! AlokA! Minutos depois tinha gente saindo da sala para poder respirar!! Meu chefe chega para mim e diz que precisava conversar comigo mais tarde...

    Eu nem liguei, tava doente mesmo...

    ResponderExcluir
  6. Giseles também obram bem meu beim ... pensando o que?

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  7. A sra. nunca desce do salto. Mesmo toda cagada a sra arraza!

    ResponderExcluir
  8. Rapaz,chorei de rir.Fiquei imaginando a cena.huahauhau.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Hahahaha

    Gente, eu morro de medo de cagar fora de casa exatamente por conta dessas situações hecatômbicas... pior nem é isso... é a coragi de sentar naquele assento público.

    Blearg! Corajosa!

    Beijos Sam!

    ResponderExcluir
  10. Socorroooooooooooo

    Que sorte que você deu!!! Eu tava com medo que transbordasse por todo o banheiro ;)

    ResponderExcluir
  11. Eu disse pra não continuar, porra!
    E quer saber? Bem feito... quem resolve c*g*r na empresa merece se lascar mesmo. Hahahaha!
    Hugzzz!

    ResponderExcluir
  12. o panico fes o 'gorete quer ser giselle'.
    vc acaba de protagonizar o 'giselle quer ser gorete!
    #oremos
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    abraços
    voy

    ResponderExcluir