Seguidoures

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

The End

Esses dias me perguntaram sobre o porque de eu usar um avatar e não uma foto minha, respondi que ele da mais 'integridade' ao blog.

- Como assim?
- Voce sabe que tem um monte de gente que tem foto não é?

- Sei

- Então, quando você vincula uma imagem ao que antes existia só no campo das idéias as coisas mudam.

- Tipo?

- Se voce conhece apenas as idéias, você dá valor por elas - somente por sê-las - então digamos que o interesse é mais 'fidedigno' ao propósito entende?
- E aonde a imagem entra?

- Voce sabe que muita gente por aí tem mais conhecimento pelo seu rostinho que pelo que escreve certo?

- Sei mas isso é normal.

- Então, eu aprecio muito o interesse maior pelo que se diz, por isso eu sou assim: o SAM e nada mais além disso entendeu?

- Não, mas deixa quieto.


(Relato com amiga tapada)


Pois é, acho que a maior paixão é aquela que transcende o que vemos, por isso eu sou tão grato pelas visitas que recebo, afinal são 3, quase 4 anos (acho) de blog e não é fácil manter.
Quantas vezes, você, môlher, mãe de família amiga blogayra, não sentou na frente do computador e ficou sem saber o que escrever? ai resolveu abrir o Manhunt e caçar uns bons macho ao invés de blogar!
Temos aqui mais ou menos 7, 8 mil visitas mensais e isso é muito bacana. Lembro de quando esse blog era Stephanie Germanotta ainda, estranha, sem sucesso.. alok. Se não escrevesse por gostar certamente não o faria mais, não tenho mais tempo e minha vida é um tumulto só.
Quem tem meu msn sabe que faz décadas que não entro, não respondo emails porque desisti de tentar achar algo em mais de 5000 mensagens enviadas. Perde-se com isso, eu sei, sei que posso perder grandes amizades, mas hoje (graças a Deus) tenho muitos amigos, gente bacana, gente com que posso contar, daqui mesmo vieram de início poucos, que dava pra se contar em uma mão apenas, mas que são gente fina e sincera que garimpou daqui pra uma amizade verdadeira e sincera.
Outros foram chegando, hoje as duas mãos quase não contam mais, mas é justamente por isso que a gente tem que parar e cuidar: quem tem amigos demais, não tem nenhum.
Por isso hoje eu dou devida atenção a esses amigos e realmente somado a minha rotina acadêmica, pessoal, profissional, sentimental e fraternal eu mal tenho tempo pra mim mesmo. :(
Foi no ano passado a ultima vez que acessei internet no final de semana, pra vocês sentirem o drama.
Gente que saiu daqui e está na minha vida como o Edu, sabe do tumulto que é pra eu dar as caras num simples encontro de blogayros, chego depois e saio antes de todos: sempre. empresária é ocupada mesmo né amigue
E não sou eu fazendo a linha diva não Brasil! É a agenda mesmo!
Assim, eu tenho esse cuidado com vocês leitores, não posto algo só por postar, prefiro escrever pouco, mas dignamente.
Fico feliz quando recebo emails perguntando como estou, quando me reconhecem por aí - através dos amigos que tenho em redes sociais e essas parafernálioas todas - e é como se fosse um reconhecimento de um trabalho, sem que isso seja um trabalho. :)
Esse blog sempre foi algo expontâneo, extraído do cotidiano, de verdades extrapoladas e fantasiadas, mas verdades, e por ser assim, natural é que ele atravessou esse tempo todo.
Assim, o tempo foi passando, as coisas mudando, implantei silicone nos seios, fiz tratamento hormonal e hoje soy mujerrrrr gente que eu adoro acabou se distanciando, blogayros que eu adorava ler foram saindo, mas outros foram chegando e se achegando.
Eu me perguntava 'qual o sentido desse blog?' afinal o Close é essa coisa non-sense, sem tema, algo assim vomitado, diferente do seu irmão o Garoto mais refinado, metido a pensador, metido a crítico, que digamos possuía um sentido em si de existir.
Mas aí me peguei no blog recentemente e li coisas do tipo: 'toda vez que eu preciso relaxar eu venho aqui' , 'ah eu me divirto com isso ou aquilo que voce conta', aí eu me toquei da função social desse blog que com o que escrevo eu faço - ou tento fazer - alguém rir aí desse outro lado e isso é de uma satisfação imensa.
Dia desses eu postei algo repetido e fui criticado por isso e foi algo muito bacana, porque eu mesmo não imaginava que o pessoal lembrava das histórias que já contei aqui.
Por isso mesmo eu peço minhas desculpas por estar ausente, por não conseguir comentar em um monte de gente bacana e foda que comenta aqui, mas é que o outro lado do SAM está exigindo muito e agora está realmente difícil.
Muitos perguntam porque eu não adiciono nisso ou naquilo, eu respondo: a maioria desses recursos só servem se você usar eles, do que vale estar ali e não interagirmos? Perde-se!
Quem me tem no twitter sabe que eu não consigo dar conta daquilo e estou seriamente pensando em deletá-lo.
Mas eu espero que essa tormenta toda passe e que eu possa me jogar num final de semana - como nos velhos tempos - e ficar no msn com ozamigo bloguéro.
Acho que o grande barato desse blog foi surgir sem pretenção nenhuma e continua assim: sem pretenção, e modesto, mesmo nos bons drink porque quem é djheeva é djheeeva até sentada na calçada comendo coxinha na porta do bar. Alok!

Ou seja, o segredo é esse:


Não ter segredo nenhum! ^^

Obrigado a todos pelas suas prestigiosas visitas e comentários!
Afinal blog sem comentários é como arroz sem feijão.

Ah e não é the end não, foi só pra assustar as guei mesmo.

13 comentários:

  1. Meu querido, eu cheguei aqui há pouco tempo, mas acho que até você já sabe que o Close (assim como o Eterno)é dos meus blogs favoritos. Mesmo!

    No mais, eu vou plagiar seu texto no meu blog :P -- simplesmente descreveu o que eu gostaria de dizer lá mas, né?, não tenho talento pra isso.

    Sucesso, S.A.M., vida longa a você e aos seus blogs!
    ;)

    ResponderExcluir
  2. e assustou mesmo...
    sucesso para seu blog, meu caro.

    ResponderExcluir
  3. ai como a sra é bandida
    me assustou mesmo com esse the end mas o legal que obriga todo mundo a ler até o fim né?
    rs
    te adoro

    quanto a falta de tempo, sei bem o que é isso!
    rs

    beijoooooos

    ResponderExcluir
  4. Quase morry qdo vi 'the end'... rsrsr... Me divirto pacas com "O close" ^^

    ResponderExcluir
  5. Ai, não faz isso comigo?

    Já vim aqui loka doida pra dar na sua cara, te sacudir gritando "não se váaaaaaaaaaaa".

    Atualmente estou na fase de limitar minhas leituras, porque olha, não estou dando conta. Mas aqui é ponto de parada certa.

    E faz isso de novo pra ver o que te acontece! Hahaha

    ResponderExcluir
  6. Mas gosta de causar essa bixa viu...

    É bem por ai a função do Blog, acho até quem mais que isso, lembro que esse foi um dos primeiros blogs do gênero que eu li (eu li ele por duas horas e meia seguidas) e até agora é difícil descrever a importância do O CLOSE naquele momento que eu vivia.

    Esse é um daqueles blogs que me faz esperar pelo próximo post e que recarregam o animo do dia, no tempo que eu parei de bloggar e de ler blogs foi ele que me reacendeu o gás...

    Espero que o O CLOSE dure bem mais e que eu possa ver os post's dessa vadjia adentrando a 3ª idade (fui longe)...

    ResponderExcluir
  7. Você é divo! Ou melhor: é meu amigo. E isso é SUPIMPA! Quanto ao(s) blog(s) nem se preocupe que sempre estaremos aqui (e ali) pra te prestigiar. Porque você merece!! :-)

    ResponderExcluir
  8. (Mas tempo pra putaria a senhora arruma, né? Biscate!)

    ResponderExcluir
  9. EDU: Que putaria o que? Sou evangélica amiga, cristã batizada! Tá achando o que?

    ResponderExcluir
  10. Seu blog é muitooooo bom e tem uma energia incrível. Adoro vir aqui porque rio muito sempre e nos dias de hoje: RIR È OUROOOOO...rs.
    Lindo fim de semana.
    Obs: Entendo o fato de ser ausente do Lua e te perdôo...rs.
    Abraços honey.

    ResponderExcluir
  11. ai que susto! pensei que fosse despedida mesmo! AloCkA!
    Bj na perseguida e continue trablando e ocupado. Pq alguém tem que trabalhar nessa birosca! rs

    ResponderExcluir
  12. assino embaixo, em cima, do lado e onde vc quiser sobre isso aqui...

    ovacionando

    ResponderExcluir