Seguidoures

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

O Grande Adeus.

Eu não ia postar isso aqui, mas diante do belissimo post feito por meu amigo Ve, resolvi colocar aqui algumas palavras.
Quando sairam as primeiras notícias sobre a morte de Zilda Arns, muita gente não a conhecia, mas assim como expôs meu amigo, muita gente conhece o nome de todos os BBB's, e sabe o perfil de muita gente que é absolutamente insignificante para a nossa sociedade, mas não conhecia o digníssimo trabalho desta brasileira.
Zilda foi diferente, dedicou sua vida por uma causa nobre: a de salvar vidas. Com uma solução simples e barata, arregaçou as mangas e criou um projeto inovador que foi reconhecido pelo mundo e virou política pública anos depois.
Sua idéia e seu trabalho árduo, salvou a vida de milhões de crianças pelo Brasil e pelo mundo. A Pastoral da Criança, fundada por ela hoje atende mães e crianças em mais de 20 países.
Com 75 anos, estava lá, no Haiti trabalhando com os mais pobres e como disse seu irmão (Dom Evaristo): "morreu lutando pelo que acreditava, junto aos mais necessitados". Ela é um exemplo, nesse mundo medíocre que vivemos, de BBB's, de idéias vazias, de falta de ação, de individualismo, que se pode usar a vida para fazer sentido.
Como disse uma personalidade da música: "Zilda, com seu trabalho, conseguiu traduzir fielmente o Evangelho".
O Brasil e o mundo devem muito a essa mulher, que sua idéia permaneça viva e que possamos ter mais exemplos como o de "Dna Zilda", que deixa além de sua família, a de milhares de "filhos" que "adotou" com seu divino trabalho.

Deus a abençõe!

6 comentários:

  1. O Mundo ficou infinitamente mais pobre sem a presença da Dra. Zilda Arns.

    ResponderExcluir
  2. descanse em paz
    ela fazia um lindo trabalho e tomara q tenha inspirado muita gente a ser como ela

    ResponderExcluir
  3. É uma pena que tenham raras pessoas como ela no mundo...

    Talvez nós mesmos não damos o devido valor à vida na maioria das vezes!!!

    A morte dela tb serve de reflexão...!!! O que estamos fazendo das nossas vidas?...

    Andando em griffes... boates... e barzinhos?

    Olhamos para o mendigo da esquina???... ou para a criança do farol?...

    Sobra demais hipocresia em todos nós!!!

    ***

    ResponderExcluir
  4. Que ela descanse em paz. É de pessoas como ela que o mundo precisa.

    ResponderExcluir
  5. Eu conhecia o trabalho dela... aliás, no Paraná a Pastoral é muito conhecida e o trabalho que eles fazem realmente é sem precedentes.

    Na sua coluna da CBN, a Miriam Leitão se emocionou ao falar da Zilda Arns, mencionou ela como uma pessoa "especial", capaz de se doar mais que os outros.

    Com certeza é uma perda. Mas a causa dela permanece viva.

    ResponderExcluir